Danish DA English EN French FR German DE Norwegian NO Portuguese PT Spanish ES Swedish SV

Blog

Como funciona a cirurgia espiritual?

A fé humana é fundamentada no inexplicável. É preciso crer para se conseguir as graças necessárias.

19/04/2017   publicado por: edeas

A fé humana é fundamentada no “inexplicável”. É preciso crer para se conseguir as graças necessárias. Assim, não é de se estranhar que pessoas desenganadas pela medicina tradicional busquem através de métodos poucos ortodoxos uma cura para suas doenças. Algumas se tornam fervorosas de igrejas, procurando na reza uma explicação para seus males.

Porém, algumas também procuram o que seria uma cura mais “imediata”. Algo que viria do além. E é nesse ponto que as cirurgias espirituais tomam fôlego: ao tratar do “agora”, muita gente acredita em uma cura milagrosa. Mas como é feito esse processo? Há algo de real e concreto ou é puro charlatanismo? Fica difícil comprovar algo apenas por especulações, mas abordaremos alguns aspectos deste universo com este artigo. Preparado?

O mundo espiritual e o perispírito

Antes de tudo, é preciso entender como funciona a crença espírita. No espiritismo, existe algo além da matéria e do corpo físico. Seus seguidores acreditam em Deus e na comunicação com espíritos chamados de “superiores”. Para os espíritas, a “alma” possui estágios de crescimento, sendo necessárias algumas milhares de encarnações para atingir sua plenitude.

Allan Kardec foi um dos pioneiros nessa doutrina/filosofia e no estudo da mediunidade. Ele traduziu suas descobertas e crenças em livros que são fontes de referência para os espíritas até hoje – e olha que ele fez isso em 1857, com a publicação de “O Livro dos Espíritos”.

Allan Kardec publicou “O Livro dos Espíritos” em 1857

Foi Kardec quem cunhou o termo “perispírito”, para dizer que nosso corpo material possui um elo com a nossa alma (ou nosso espírito). Quando alguém diz ver “fantasmas”, o que ele estaria vendo é esse perispírito, que é invisível a nós enquanto corpo material, mas que, de alguma maneira, seria “semimaterial”.

O perispírito seria constituído de eletricidade, de um fluido magnético e de matéria inerte. Para os estudiosos dessa corrente religiosa, o perispírito e o corpo carnal “dividem” uma mesma matéria, mas em estados diferentes.

 

Seria no perispírito que ficariam registradas as “doenças da alma”

Medicina espiritual

O espiritismo acredita que muitas manifestações de doenças em nosso corpo material são resultados de ações de nosso espírito em outras encarnações que ficaram “impregnadas” no perispírito, podendo ser desde perturbações de outros espíritos quanto resquício de encarnações passadas.

Nosso corpo físico está sempre em transformação. Se nós comemos de forma errada, ficamos obesos. Se fumamos, podemos desenvolver câncer. E por aí vai… O perispírito também se transforma com esses hábitos, pois ele se trata de um fluido em torno de uma inteligência. Porém, além da matéria física, a própria “inteligência” pode afetá-lo: pensamentos, ações e consciência fazem parte da transformação do perispírito.

Através do passe espírita, os médiuns conseguem canalizar bons fluídos do mundo espiritual, ou seja, se estamos doente e apenas tomamos remédios, podemos curar nosso corpo físico. Mas certas doenças estariam muito mais enraizadas e seria necessário curar o plano “semimaterial” para podermos nos livrar delas.

É aí que entra o “passe espiritual”. Para quem não segue a doutrina, é só imaginar que alguns de seus seguidores conseguem uma conexão maior com o mundo espiritual e, através disso, podem canalizar bons fluidos para as pessoas. É como mandar energia positiva para alguém, mas em um nível espiritual.

Tags: